Inspeção mensal em extintores - Manutenção Nível I

Inspeção realizada mensalmente por nossos profissionais, onde são verificadas as condições do extintor e sua localização, manômetro, válvula, mangueira, preenchimento da ficha de controle,  relatórios e cumprimento da NR23.

A manutenção de primeiro nível consiste em:

a) limpeza dos componentes aparentes;

b) reaperto de componentes rosqueados que não estejam submetidos à pressão;

c) colocação do quadro de instruções;

d) substituição ou colocação de componentes que não estejam submetidos à pressão por componentes originais;

e) conferência, por pesagem, da carga de cilindros carregados com dióxido de carbono.

Recarga de Extintores NBR 12962 - Manutenção Nível II

A Recarga deve ser realizada anualmente e consiste em:
a) reposição ou substituição da carga nominal de agente extintor e/ou expelente.
b) desmontagem completa do extintor;
c) verificação da carga;
d) limpeza de todos os componentes;
e) controle de rosca visual, sendo rejeitadas as que apresentarem um dos eventos:
- crista danificada;
- falhas de filetes;
                                                                   - francos desgastados;
                                                                   f) verificação das partes internas e externas, quanto à existência de danos ou corrosão;
                                                                   g) substituição de componentes, quando necessária,por outros originais;

Teste Hidrostático - Manutenção Nível III

O Teste hidrostático é um teste que mede a força ou a integridade estrutural de embalagens pressurizadas. De acordo com a NBR 13485, o teste hidrostático deve ser realizado em um intervalo máximo de 5 anos contado a partir da data de fabricação ou da última vistoria, ou quando o recipiente apresentar algum tipo de corrosão.


Inspeção em Mangueira de Hidrante

Exame periódico que se efetua na mangueira de incêndio com a finalidade de determinar se está apta para uso ou encaminhamento para a manutenção.

Teste Hidrostático em Mangueira de Hidrante - NBR 12779

No teste hidrostático das mangueiras de incêndio, são analisados vários aspectos, como:

a) O comprimento da mangueira, importante para garantir o alcance e a área de cobertura originalmente projetados. Após realizada a inspeção, somente poderão retornar para uso as mangueiras que apresentarem comprimento no máximo até 2% inferior ao seu comprimento nominal.

Comprimento nominal (m) / Comprimento mínimo (m)

15 / 14,70
20 / 19,60
25 / 24,50
                                                                   30 / 29,40

                                                                  b) Desgaste por abrasão e/ou fios rompidos na carcaça têxtil, principalmente na região do vinco.
                                                                  c) Presença de manchas e/ou resíduos na superfície externa.
                                                                  d) Desprendimento no revestimento externo.
                                                                  e) Evidência de deslizamento das uniões em relação à mangueira.
                                                                  f) Dificuldades para acoplar o engate das uniões (os flanges de engate devem girar livremente). Recomenda-se que também seja                                                                            verificada a dificuldade de acoplamento das uniões com o hidrante e com o esguicho da respectiva caixa/abrigo de mangueira. É                                                                          permitido utilizar chave de mangueira para efetuar o acoplamento. Esta verificação pode ser feita pelo usuário.
                                                                  g) Deformações nas uniões provenientes de quedas, golpes ou arraste.
                                                                  h) Ausência de vedação de borracha nos engates das uniões ou vedação que apresente ressecamento, fendimento ou corte.

                                                                  i) Ausência de marcação conforme a NBR 11861.